Terça, 03 Setembro 2019 13:46

CMDCA continua inscrições para Conselho Tutelar em Candeias

Publicado por
Avaliar
(0 Votos)
Comissão responsável pela aplicação da prova anterior Comissão responsável pela aplicação da prova anterior Assessoria de Comunicação

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), sob orientação do Ministério Público (MP), anulou a prova objetiva para a escolha de candidatos a conselheiros tutelares, em Candeias do Jamari, realizada no dia 31 de julho, no auditório da Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade, com a participação de 36 candidatos.

A prova objetiva será aplicada no dia 19 de setembro e a eleição presencial com eleitores de Candeias será no dia 06 de outubro, reduzindo assim o período para a campanha eleitoral em busca dos votos. A posse dos eleitos e seus respectivos suplentes ocorrerão no dia 10 de Janeiro de 2020;

Com a anulação da prova anterior, o CMDCA continua as inscrições para novos candidatos, na sede do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, localizado no Centro Especializado da Assistência Social –CRAS, situado na avenida Tancredo Neves, 2061, bairro Novo Horizonte ou no Centro de Referência Especializado da Assistência Social – CREAS, localizado na avenida Airton Sena, 356, bairro União, ao lado da APAE. As inscrições começaram no dia 14 de agosto e encerram no dia 14 de setembro.

De acordo com a coordenadora do CREAS, psicóloga Daiane Lilian de Castro Ribeiro, a participação dos candidatos no processo de escolha em data unificada, será efetuada no prazo e nas condições estabelecidas no Edital. Os interessados em se inscreverem devem ter idade igual ou superior a 21 anos, residir em Candeias há mais de um ano, ter concluído o ensino médio, além de ter idoneidade moral reconhecida. “O prefeito Lucivaldo Fabrício orienta que tudo seja na maior transparência, atendendo as exigências do MP para que não haja prejuízo para nenhuma das partes envolvidas”, frisa Daiane.

O presidente do CMDCA, José Vieira Nunes explica também sobre as etapas a serem cumpridas pelos candidatos, que após a inscrição, devem participar do curso de capacitação, participar com frequência de 100% de um curso prévio e outra atividades, quando promovidas pelo CMDCA, participar da prova de conhecimento, avaliação escrita, oral e psicológica, estando assim, aptos para a eleição.

“Todos passarão por um curso de capacitação de conhecimentos específicos a respeito do Estatuto da Criança e do Adolescente, com duração de 20 horas. O não comparecimento ao curso de capacitação, exclui o candidato definitivamente do processo de escolha ao cargo de conselheiro tutelar”, ressalta José Vieira, frisando que, para esta nova data da prova, o CMDCA vai contar com uma comissão especial de composição paritária entre representantes do governo e da sociedade civil, para a organização e condução do presente Processo de Escolha, inclusive com representante do MP.