Quarta, 30 Julho 2014 11:20

Campanha contra hanseníase, verminose e tracoma mobiliza escolas

Publicado por
Avaliar
(1 Voto)

exame foto mudadaAs escolas da rede pública municipal e estadual de Candeias do Jamari participam da Campanha Nacional de Hanseníase, Verminose e Tracoma. A ação realizada em parceria entre o Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde de Rondônia e Secretarias Municipais de Educação e Saúde de Candeias do Jamari, é voltada para o atendimento de estudantes, na faixa etária de 5 aos 14 anos.

A campanha começou na Escola Municipal Dom João Batista Costa sob o comando da coordenadora do PSE – Programa de Saúde na Escola da Seduc Maria Madalena e a colaboração de Margarida Capelette (Agevisa), Maria de Jesus Souza (Agevisa) e a coordenadora de atenção básica de Candeias do Jamari, enfermeira Luciene Pacheco, com apoio do secretário municipal de Saúde Kleber Luiz, secretário adjunto Valter Queiroz e o secretário municipal de Educação Euzébio Lopes.

O prefeito Francisco Sobreira de Soares Careca (PSDB) destaca a importância da integração entre atividades de saúde e educação. “É fundamental envolver a escola em campanhas de saúde porque, com o envolvimento da escola, é possível atingir um público ainda maior, que muitas vezes não tem acesso a certos procedimentos ou não sabe que tem direito a eles. A presença das equipes de Saúde da Família nas escolas fortalece essas ações”, afirmou o prefeito.

A campanha tem como objetivo proteger as crianças contra a hanseníase, verminose e tracoma. Durante a realização da mesma os alunos são medicados contra vermes e examinados. “Esta é uma campanha preventiva, que tem o objetivo de garantir o diagnóstico precoce em caso de suspeita de hanseníase e evitar casos de verminose com a medicação em dose única, protegendo a criança. Há ainda ações educativas”, explicou a coordenadora municipal Luciene.

De acordo com o secretário de Saúde, Kleber Luis, a campanha será desenvolvida em todas as escolas da rede municipal e estadual com estudantes na faixa etária determinada pelo Ministério da Saúde. "Os pais dos alunos terão de autorizar a realização desses procedimentos", explicou o titular da pasta, informando que todas as escolas instaladas no município serão atendidas.

foto campanha mudada

foto exame mudada

foto mudada campanha