Terça, 22 Julho 2014 17:01

Escola Familiar Rural será construída em Candeias do Jamari

Publicado por
Avaliar
(0 Votos)

reuniao seagriO Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária-INCRA oficializou a liberação de uma área correspondente a 29.7958ha (vinte e nove hectares, sessenta e nove ares e cinquenta e oito centiares), no interior do Assentamento Flor do Amazonas II, para a construção da Casa Familiar Rural, em Candeias do Jamari, que poderá atender ainda os municípios vizinhos.

O documento em que essa liberação é oficializada foi entregue ao prefeito Francisco Sobreira de Soares Careca (PSDB), no gabinete do secretário Evandro Cesar Padovani, titular da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri), explicando que, para começar a construção da obra, dependia somente da autorização ambiental a ser liberada pela Sedam. Junto ao prefeito estavam ainda o secretário de Convênios, Ademir Barros e o secretário de gabinete Pedro Beber.

Esta escola será construída pela empresa Santo Antônio Energia como obra de compensação, com um investimento aproximado de três milhões de reais na construção da instituição que deve atender 180 alunos, sendo parte destas vagas reservadas para os assentados no Flor do Amazonas. O prefeito Careca comemora a conquista, informando que a escola vai oferecer cursos profissionalizantes, onde o profissional vai sair técnico agropecuário com formação em agroecologia.

As Casas Familiares Rurais (CFR) tiveram origem na França em 1937, por iniciativa de um grupo de famílias do meio rural, propondo a adoção de uma formação profissional aliada à educação humana para seus filhos. Nascia, assim, a Casa Familiar Rural, com a estrutura da Pedagogia da Alternância. Hoje, a Casa Familiar Rural expandiu-se para os cinco continentes, em trinta países, com a mesma concepção - responsabilidade e engrossamento das famílias na formação dos jovens, no sentido de provocar o desenvolvimento global do meio. Em Rondônia, apenas Candeias do Jamari foi contemplado, graças ao empenho do executivo do município, dos assentados e dos governos Federal e Estadual.