Sexta, 11 Julho 2014 14:18

Prefeitura faz pesquisa entomológica sobre malária em Candeias

Publicado por
Avaliar
(1 Voto)

DSC 0475Técnicos de entomologia do Lacen – Laboratório Central de Saúde Pública realizam levantamento entomológico dos tipos de mosquitos transmissores da malária, em Candeias do Jamari. As coletas das larvas e pesquisas de mosquitos adultos estão sendo realizadas nas localidades com maior número de casos de malária, principalmente nos bairros afetados durante a cheia do rio Candeias.

De acordo com a bióloga Joana Martins de Sena, apoiadora municipal para controle da malária, o objetivo da pesquisa é identificar a densidade dos anofelinos vetores, confirmar autoctonia dos casos de malária falciparum, verificar o principal horário de atividade de alimentação dos mosquitos e com essas informações subsidiar a equipe de endemias no direcionamento das ações de prevenção e controle.

A equipe esteve no gabinete do prefeito Francisco Sobreira de Soares Careca (PSDB), explicando sobre a situação, em busca de solução para o problema, que é preocupante devido o aumento assustador da doença. “Vamos trabalhar muito no enfrentamento da malária, buscar parcerias, especialmente no diagnóstico precoce e no tratamento imediato. Nossa região tem dificuldades, por isso temos que trabalhar conjuntamente”, ressaltou Careca, informando que vai trabalhar juntamente com o coronel PM Josenildo Jacinto do Nascimento, assessor especial e a equipe da saúde, em busca de novas técnicas para combater a doença.

MALÁRIA

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, transmitida pelo parasita do gênero Plasmodium. A transmissão natural da malária ocorre por meio da picada da fêmea infectada do mosquito do gênero Anopheles, que se infecta ao sugar o sangue de um doente. 

As pessoas infectadas podem apresentar sinais e sintomas como: dor de cabeça, dor no corpo, fraqueza, febre alta e calafrios. Em geral, esses quadros são acompanhados por dor abdominal, dor nas costas, tontura, náuseas e vômitos.