SEMSAU intensifica ações de controle dos mosquitos vetores da dengue e da malária em Candeias do Jamari Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Endemias

A Secretaria Municipal de Saúde de Candeias do Jamari por intermédio da Gerência de Endemias deu início na última segunda-feira (09), as ações de controle dos mosquitos vetores da dengue e da malária. Inicialmente utilizando a técnica de termonebulização (popularmente conhecido como fumacê) em que consiste na aplicação de inseticida no horário das 18h:00 até as 20h:00.

A ação está sendo aplicada com o equipamento em cima de uma caminhonete, precisamos muito do apoio da população em deixar as portas e janelas abertas para que o produto possa matar os mosquitos.

A ESTRATÉGIA

A execução dos trabalhos é realizada em forma de ciclos de aplicação em cada localidade. O ideal é que seja feita em três ciclos de aplicação por 3 dias consecutivos em cada ciclo. O intervalo de um ciclo e outro pode ser de até 7 dias.

Por isso a ação está sendo conduzida com base em um cronograma, por ordem de prioridade do número de casos e da quantidade de mosquitos, tendo em vista que a equipe e a quantidade de veículos ainda não é suficiente para cobrir toda a cidade de uma só vez.

A ação iniciou pelo Bairro Satélite onde apresenta maior número de casos de malária e grande quantidade (alta infestação) do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya

 

Outra ação que está prevista para o mês de fevereiro é a borrifação intradomiciliar. Esta é a medida mais eficaz relacionada a aplicação de inseticida, pois o produto protege a família por aproximadamente 4 meses. E assim será repetida pelo agente de endemias passado esse tempo.

Equipe de agentes de controle da endemia estão passando de casa em casa, fazendo a identificação de criadouros do mosquito Aedes aegypti e assim orientando à população sobre aqueles criadouros que podem ser destruídos ou removidos. Há outros que podem ser aplicados larvicidas na água para matar as larvas dos mosquitos, mas de forma muito criteriosa.

De acordo com os dados do sistema de informação, em 2016 Candeias do Jamari apresentou 958 casos de malária, sendo o Bairro Satélite é a localidade com maior número (30% dos casos). Ainda é um número muito alto da doença, podemos reduzir muito mais com a ajuda da população.

Quanto a dengue foram notificados 189 casos de janeiro a outubro* (dados sujeitos à alteração), sendo que os bairros Santa Letícia e União tiveram o maior número de casos.

O secretário municipal de saúde ressalta, que um dos principais objetivos da operação é reduzir a infestação dos mosquitos e diminuir o risco de transmissão de novos casos.

Ler 337 vezes